A proposta do governador Ronaldo Caiado (DEM) de fechar as atividades não essenciais de 14 em 14 dias não foi adotada por todos os municípios, que agora têm autonomia constitucional para decidir as medidas de combate ao novo coronavírus. Veja abaixo as cidades que já aderiram o isolamento intermitente em Goiás.

Nos últimos dias, a expectativa estava na capital, que havia um decreto autorizando a abertura da Região da 44, mas já tinha sinalizado aderência ao decreto estadual. Na noite de terça-feira (30/6), o prefeito Iris Rezende assinou um decreto seguindo totalmente as normas estaduais, fechando novamente o comércio em Goiânia.

Na quarta-feira (1/7), algumas prefeituras se posicionaram quanto à aderência ou não da quarentena alternada. Durante a noite, Ronaldo publicou em suas redes sociais que 14 cidades do Sudoeste do estado decidiram aderir ao decreto.

Cidades que já aderiram o isolamento intermitente em Goiás

Até o momento, ao menos 28 cidades já se posicionaram a favor do decreto e determinaram a quarentena alternada na modalidade 14 por 14. Cidades como Rio Verde e Aparecida de Goiânia afirmaram que já praticam o isolamento intermitente. Veja abaixo as cidades que aderiram a medida:

  • Abadia de Goiás
  • Acreúna
  • Aruanã
  • Cachoeira Alta
  • Campos Belos
  • Cidade de Goiás
  • Chapadão do Céu
  • Formosa
  • Goiânia
  • Hidrolândia
  • Inaciolândia
  • Itajá
  • Jataí
  • Maurilândia
  • Mineiros
  • Montividiu
  • Morrinhos
  • Paraúna
  • Paranaiguara
  • Porteirão
  • Portelândia
  • Quirinópolis
  • Santa Helena
  • São Simão
  • Santo Antônio da Barra
  • Senador Canedo
  • Serranópolis
  • Turvelândia

Entorno do DF e outras cidades não aderem decreto estadual

De encontro com a proposta do governo, ao menos 12 cidades do Entorno do Distrito Federal já disseram que não vão aderir ao decreto. Apesar disso, os municípios devem adotar lockdown nos fins de semana.

Além disso, outras cidades goianas também se posicionaram contra. O prefeito de Uruaçu disse, em live realizada na última segunda-feira (29/6), que considera a decisão do governo precipitada.

Veja as cidades que não aderiram o decreto estadual:

  • Abadiânia
  • Anápolis
  • Alexânia
  • Caldas Novas
  • Cidade Ocidental
  • Cocalzinho
  • Cristalina
  • Ipameri
  • Itaberaí
  • Luziânia
  • Novo Gama
  • Uruaçu
  • Valparaíso
  • Santo Antônio
  • Padre Bernardo
  • Planaltina
  • Trindade

Fonte: Dia Online

(Total de Visitas 32 , 1 visitantes hoje)